302 - Não Murmures; Canta

compartilhar link

 
1
No mundo murmura-se tanto,
Entre os que cristãos dizem ser;
Em vez de Iouvores há pranto,
Fraqueza em lugar de poder.
Murmuram – assim no deserto,
Em Mara, Israel murmurou;
Oh! Não vêem que Deus está perto;
Jamais Seu auxilio negou.

Em vez de murmurares, canta
Um hino de louvor a Deus;
Jesus quer te dar vida santa,
Qual noiva levar-te p’ra os céus.

2
Tu vives, irmão, murmurando,
Tal como um escravo do mal;
Se Deus a tua fé stá provando,
Tu não tens razão para tal.
Deus castiga aquele a quem ama,
De ti. também não se esqueceu;
Qual pai amoroso te chama,
E cuida, sim, do que é Seu.

3
E mesmo se as ondas rugirem.
No revolto e bravio mar,
Os céus poderás ver se abrirem,
Se um hino tua alma cantar,
Não temas ciladas, nem morte,
Pra cima tu deves olhar;
O leme segura bem forte,
Até do céu a luz raiar.

4
Se um hino cantar tu puderes,
Nas horas de grande aflição.
Então voarás, se quiseres,
Até a celeste mansão;
Nas asas da águia levado.
Bem perto do mar de cristal
E por fim então libertado,
A terra, chegar, celestial.

  Não Murmures; Canta (3,7 KiB, 1.070 hits)

Autor(es)/Tradutor(es): E.K - Eufrosine Kastberg